Para se pensar numa cidade mais democrática no campo social e racial, temos que também pensar nesses pequenos espaços que nada mais são que resquícios da Senzala, que até hoje são reproduzidos por profissionais da arquitetura.