A PUCCamp mentiu para a gente.

Nesse ano a PUC Campinas se superou, tratando nós, os bolsistas do curso de artes, como uma empresa trata seus clientes inadimplentes, visto que, quando estávamos no meio do curso a direção nos procurou e disse que a PUC estava fazendo alterações na grade curricular do nosso curso e que o dividiria a partir da nossa turma, Artes Visuais e Design, em dois cursos (licenciatura e bacharelado).

Detalhe: Não nos avisaram que perderíamos a bolsa depois de nos formar em licenciatura, ao contrário, disseram que os bolsistas, necessariamente teríamos que fazer ambas as opções; fato que nós aceitamos afinal licenciatura e ênfase em design fora o contratado no início do curso. Mas agora, no último semestre, quando estamos planejando o TCC e a exposição final, quando muitos dos meus colegas já tinham o projeto de artes e o TCC definido a secretaria nos avisa que não temos mais direito a bolsa, porque já temos um diploma de licenciatura, e que o PROUNI e a PUC não podem nos dar outro diploma através da bolsa.

Hoje, 4/08/2014 foi um dia triste. O pessoal que perdeu a bolsa veio até a PUC Campinas, mas não conseguiram falar com a direção, mesmo assim foram orientados a entrarem na sala de aula, sem matricula, sem garantia de que terão a sua bolsa novamente.

No entanto, em dez minutos de aula duas colegas saíram da sala chorando, eu fiquei preocupada e fui atrás delas, tive que olhar nos olhos chorosos e humilhados de ambas me dizendo que não sabem mais o que fazer, que estão frustradas e sem forças para se posicionarem. Diante da grandiosidade da PUC e do argumento “você já tem um diploma” elas, minhas colegas, não tem mais força para lutar pelo até então prometido diploma de bacharelado. Me disseram que vão aceitar o diploma de licenciatura, mas sem realizar o sonho de finalizar o TCC e expor suas obras de arte no final do curso, como já é tradição e condição para a formação do bacharel em artes.

Leia abaixo o e-mail que minha amiga e colega Graça Araújo escreveu para a direção e pró reitoria da PUCC, e-mail esse que fora enviado no dia 30 de julho e que até hoje, dia 4 de agosto está sem resposta:

Bom dia.

Venho por meio deste pedir humildemente ao senhor Pró-Reitor de graduação para rever a situação dos bolsistas (PROUNI e Vestibular Social), da faculdade de Artes Visuais que irão se formar nesse ano.

Quando ingressamos em 2011, o curso era Artes Visuais com ênfase em Design, com bacharel e licenciatura, mas no meio do curso houve a mudança de currículo e garantiram para nós que nada mudaria, iríamos sair com as duas graduações, inclusive no fim do ano passado realizamos a manutenção da bolsa que foi aceita para o ano letivo de 2014.

Nos preparamos durante o curso para o bacharel em Artes, escrevemos projetos, temos trabalhos práticos em andamento, no 1° semestre já procuramos local para a exposição final, nos dedicamos, temos boas notas. Além disso, estávamos também nos preparando para o ENADE.

Diante de tudo isso teríamos que dar continuidade ao curso, mas como somos bolsistas não temos dinheiro para pagar a faculdade agora porque recebemos menos de R$ 1000,00 por mês.

Então, por favor, reveja nossa situação. São apenas seis meses. Se puderem fazer um acordo conosco, ficaremos agradecidos.

Muito obrigada.

Maria das Graças de Araújo.

Diante desses fatores ficaram os questionamento:
Porque a PUC não frisou que perderíamos a bolsa?
Porque quem tinha DPs ( meu caso) não perdeu a bolsa?
Porque ela não se posiciona diante dessa questão?
E o assédio moral, frustração, exposição e a dor dos meus colegas, vendo seus sonhos destruídos por falta de humanização da direção do curso?