A desigualdade social repercute diretamente nos indicadores de saúde da população negra, explicitada pela grande diferença entre brancos e negros no acesso aos cuidados de saúde, o que também contribui para tornar a população negra vulnerável a uma série de agravos e doenças, quando comparada com a população branca.