Não sou ingênua, sei que a saúde, em suas múltiplas expressões, não é diferente de todas as esferas sociais. Nela o racismo também aparece, de forma velada ou explicita, mas aparece. O que se trata aqui é de resgatar nossa dimensão humana, de afirmar nossa existência, nossa existência como sujeitos de direitos, como todxs somos.