Texto traduzido pela autora publicado em MSAfropolitan 

 

Quem é a mulher empoderada e qual a sua opinião sobre o uso da palavra “empoderamento” como uma ferramenta de marketing?

Recentemente em uma entrevista com She Leads Africa  me perguntaram sobre isso e me fez refletir sobre esse tema que sempre foi importante na minha escrita. Empoderamento foi também um assunto na minha última coluna em The Guardian Nigéria intitulado ” Sete características psicológicas que mulheres empoderadas tem. Abaixo o repost.

No início deste mês em Davos, abordando questões de igualdade de gênero e empoderamento das mulheres a diretora executiva da ONU, Phumzile Mlambo-Ngcuka, em seu discurso focou na necessidade de fortalecer alianças para um “empoderamento econômico” do qual parece ser o único tipo de empoderamento que nos falamos hoje em dia.

Claro, que isto é importante para empoderar mulheres economicamente, mas existe igualmente, se não mais urgente, a necessidade de discutir sobre um empoderamento psicológico das mulheres, porque sem isto, outras formas de empoderamento não podem ser desfrutadas. Isto se torna especialmente claro quando nós olhamos para o mundo ocidental, do qual as mulheres têm alcançado comparativamente um empoderamento do ponto de vista econômico, mas ainda se sentem desempoderadas em outras áreas importantes de suas vidas.

Nesse sentido, eu pensei em listar sete características psicológicas que mulheres empoderadas possuem. Em uma sociedade patriarcal como a nossa, algumas coisas podem ser especialmente difíceis de se alcançar, mas com esses tipos de características dicas (a lista poderia continuar) trazem grande valor e propósito a vida de uma mulher.

1.Ser uma mulher empoderada não é sobre ter um sorriso bonito, sobre suas habilidades culinárias, o anel em seu dedo, seu guarda-roupa ou a quantidade de curtidas que possui em suas mídias sociais. A melhor qualidade de uma mulher empoderada é a sua mente. Isso não necessariamente importa qual o tipo de coisa intriga ela, se é a arte, ciência, esportes, agricultura ou uma colocação no Guinness por dançar em baixo d’água, mas uma mulher empoderada investe em suas intuições e experiência que expande sua mente e lhe traz autoconhecimento, porque ela sabe que a maneira mais segura de oprimir uma mulher é controlar a mente dela.

2.Uma mulher empoderada tem um relacionamento amoroso com seu corpo, porque ela sabe que o corpo dela é uma embarcação. Não importa a forma que o corpo dela está, ela o abraça. Ela é especialmente grata por ser abençoada com uma boa saúde. Ela é honrada pelo seu próprio corpo porque sem ele não seria possível desenvolver tarefas que significa muito pra ela, por isso se alimenta com a mais deliciosa e mais saudável comida que ela pode, pratica algum exercício físico, para que o corpo dela possa sustentar o ativo número um: sua mente.

3.Uma mulher empoderada sabe que quando o assunto é sua sexualidade, não se remete aos seus pais, seu marido, seu padre, ou seus amigos. Estes não ditam o que ela deveria ou não deveria gostar. Como, lugar, o porquê e com quem ela tem relações sexuais é um reflexo das suas próprias escolhas e preferenciais.

4.Uma mulher empoderada não simplifica o que é complicado, ou complica o que é simples, como diria Arundhati Roy. Ela sabe que as coisas podem ser vistas de muitos ângulos e que tudo tem um oposto. Há uma luz e a uma escuridão, feminino e masculino e um lado positivo e negativo sobre tudo. Portanto, ela também pode abraçar as suas próprias dualidades. Ela pode ser forte e vulnerável. Ela pode ser gentil e rigorosa. Ela pode ser defensiva e pode confiar. Ela não precisa dar explicações a ninguém. No entanto, ela se esforça para o equilíbrio e com o tempo, ela diminui cada vez mais exageradamente de um traço de personalidade para outro.

5.Uma mulher empoderada se ama profundamente, do mesmo modo que ela possa amar outra pessoa e admirar suas características, ela também pode amar as suas próprias características, não com o ego inflamado, mas com a mesma luz de admiração, entusiasmo e ternura.

6.Uma mulher empoderada é desobediente. Em uma sociedade onde a norma é um sistema patriarcal e opressor é praticamente impossível para uma mulher seguir as normas e ser empoderada. Para viver com integridade, uma mulher empoderada inevitavelmente irá desafiar as tradições que existem ao seu redor   e consequentemente irá considerar algumas problematizações. Eu não estou dizendo que você deve ser desrespeitosa, violenta ou nada parecido com isto. Porém, você deve recusar-se a comportar-se de maneiras que rejeitem seus próprios desejos para agradar aos outros.

7.Uma mulher empoderada tem objetivos da qual ela se mantém incansavelmente comprometida. Porém, ela não coloca todas as suas esperanças.  Não existe uma coisa como um beco sem saída no vocabulário de uma mulher empoderada. Se as coisas não funcionam do jeito que planejou, ela não permanece presa a isto, ela está aberta a novas possibilidades.

 

Imagem destacada: MSAfropolitan – Adelaide Casely-Hayford