FESP-SP promove mesa sobre os 130 anos de abolição da escravatura e seus desdobramentos

Com presença de pesquisadores, evento marca as reflexões do 13 de maio

O coletivo N21 e a Fundação Escola de Sociologia e Política (Fesp/SP) promovem mesa de debate com o tema “A falsa abolição e seus desdobramentos”. O evento, que ocorre no dia 15 de maio, tem como objetivo propor uma noite de reflexão sobre os impedimentos legais e sociais para a população negra após a abolição da escravatura no Brasil que, em 13 de maio, completa 130 anos.

Para tanto, a mesa conta com presença de pesquisadores focados em estudo sobre a população negra no Brasil, entre eles a Advogada Thayná Yaredy – Mestranda pela Universidade Federal do ABC com pesquisa em andamento sobre grupos de extermínio.

Mesmo com 130 anos do pós-abolição, a população negra no Brasil ainda sofre com os prejuízos sociais do regime escravocrata do país. Um dos índices alarmantes são os casos de homicídio que, segundo o Atlas da Violência de 2017, a cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras e essa parcela da população tem 23,5% mais chances de serem assassinados em relação a brasileiros de outras raças.

O QUE: Mesa “A Falsa Abolição e seus Desdobramentos”

QUANDO: 15 de maio às 19h

ONDE: FESP-SP – Rua General Jardim, 522 – Vila Buarque – SP

Sobre os convidados:

Thayná Yaredy é Advogada (OAB/SP n. 352.366) pela Uniesp, pós-graduada pela Universidade de Coimbra, mestranda em Ciências Humanas e Sociais pela Universidade Federal do ABC, onde pesquisa grupos de extermínio. Também é membra no NEAB-UFABC (Núcleo de Estudos Africanos e Afro Brasileiros) e do IBCCRIM (Instituto Brasileiro de Ciências Criminais).