Artista negra cearense estará em evento internacional sobre Afrofuturismo

A artista e antropóloga negra cearense Antônia Gabriela Araújo recebeu bolsa
integral para apresentar seu trabalho artístico “Da faringe” no evento internacional Black
Womxn Temp Camp 004 (Portal temporal de mulherxs negras) que irá acontecer nos dias
20 e 27 de setembro de forma gratuita e online. A organização do evento é feita pelo
Coletivo Black Quantum Futurism formado por mulheres negras artistas da Filadélfia. A
performance “Da Faringe” é uma trilogia que tece a história da insistência em existir pela,
com e através da voz. A artista tece a história da existência negra que vem da carne e da
transmutação da carne e da voz em energia ancestral a partir do encontro com a sua
linhagem materna negra. Numa pesquisa intensa ela encontra as mangas e os mangueirais
fazendo a rota dos seus antepassados e os laços de cura. A rota das mangueiras em
Messejana é a Rota dos negros que passaram por aqui e que estão até o presente em nós.

A trilogia Da faringe é um encontro com os cheiros, lugares, pessoas, árvores,
frutos e sons que estiveram crescendo e vivendo junto comigo na Rua Nelson Mandela,
no Conjunto Pôr do Sol, Fortaleza (CE), onde cresci com minha família. Por isso Da
Faringe é sobre afrofuturismo, esse (re) encontro com os lugares que crescemos e o
sentimento de pertencimento a um espaço que tem símbolos e cheiros familiares. O futuro
só existe com esse conhecimento sobre o seu passado para manter vivo o presente e a
certeza do futuro. “Reconhecer de onde eu vim foi o primeiro passo para me lançar num
futuro negro.” A artiativista cearense integra o coletivo Casa do Futuro, no conjunto Pôr
do Sol onde cresceu e retorna hoje com esse projeto afrofuturista.

Antônia Araújo vai atuar no dia 27 de setembro no evento “Portal temporal de
mulherxs negras” (Black Womxn Temp Camp) que vai acontecer em dois dias
explorando temporalidades e espacialidades alternativas, a viagem no tempo, as
experiências de tempo, mudanças temporais e outras tecnologias temporais de rituais e
tradições culturais de mulheres negras. Além disso o evento irá reunir um mapa aberto
das tecnologias temporais que mulheres e meninas negras criaram para garantir o futuro
e descobrir nossas configurações ancestrais de espaço-tempo para a sobrevivência no
presente.

Encontre a programação do  evento bem aqui:
https://www.blackwomxntemporal.net/timecamp4