Evento aberto e gratuito  acontecerá na Cinemateca Brasileira, com foco na conscientização, formação e desenvolvimento de soluções e políticas de privacidade, criptografia e segurança

O ano de 2018 está repleto de notícias envolvendo a ausência de segurança e de proteção de dados em um ambiente cada vez mais informatizado cuja economia é orientada pela venda de dados pessoais. No início do ano, foi revelado que quase todos os processadores produzidos nos últimos 20 anos são afetados por três graves vulnerabilidades, que colocam em xeque a segurança e, principalmente, a confiança que temos com todos os computadores. Mais recentemente, um denunciante relatou como foi possível, facilmente, coletar perfis de mais de 80 milhões de pessoas para fins de manipulação de opinião política e eleitoral por meio da rede social Facebook.

Neste contexto, diante do desafio de recolocar a privacidade como um direito, que será realizada, nos dias 4 e 5 de maio, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo, a 5ª edição da CryptoRave, uma iniciativa da organizações Actantes, Encripta, Escola de Ativismo, Intervozes e Saravá. O evento utilizará os 80 mil reais obtidos por meio de campanha de arrecadação no Catarse, concluída na última sexta-feira, 6 de abril. O tema desta edição será “Um Spectre nos ronda”, uma referência à vulnerabilidade em processadores descoberta recentemente, mas também à massificação dos riscos da vigilância a partir do desenvolvimento de novas formas de coleta e processamento de dados.

Enquanto em Brasília a sociedade civil e ativistas lutam pela aprovação de uma lei geral de dados protetiva para os cidadão, a CryptoRave, na capital paulista, fortalece a abordagem de conscientização acerca dos riscos da coleta e processamento de dados pessoais, oferece educação/treinamento e promove o estímulo ao desenvolvimento de tecnologias de privacidade, bem como sua disseminação. Principal evento de privacidade, criptografia e segurança da América Latina, com uma média de visitação em torno de 3 mil pessoas por edição, a CryptoRave é aberta, gratuita e acessível a todos os públicos.

Por ser independente de empresas e governos, a CryptoRave é uma referência para pesquisadores, ativistas, hackers, desenvolvedores e para curiosos. Gratuita e aberta, a Cryptorave é democrática, com uma programação baseada em propostas de atividades feitas por sua comunidade, em uma plataforma online. O chamado de atividades da Cryptorave 2018 foi aberto em janeiro e encerrado em 31 de março, período em que foram registradas 156 submissões.