Para seguir a trajetória em diferentes territórios, o Sarau das Pretas integra a programação da Mostra de Artes Cênicas no evento Estéticas das Periferias no próximo dia 25 de maio. Já no dia 26, se apresenta no sarau Na Margem, no Sesc Pinheiros. Ambas ações vão ao encontro da proposta do coletivo, que é propor reflexões sobre o feminino, feminismo, cultura e ancestralidade.

No encontro do Estéticas das Periferias, o Sarau das Pretas leva o tema “Nossos passos vêm de longe” e homenageia a escritora e jornalista Esmeralda Ribeiro, que há mais de 20 anos atua no coletivo Quilombhoje Literatura e na edição da tradicional obra Cadernos Negros, que neste ano completa 40 anos.

O espetáculo se baseará na vida e obra da autora, resgatando o seu pioneirismo ao produzir literatura sob a ótica de uma mulher negra, em um cenário que, em meados de 1980 era fechado a essas questões.

“O ‘Nossos passos vêm de longe’ é o embrião de um projeto futuro que consolida a nossa convicção de que, se chegamos até aqui, foi graças a todas as mulheres que nos antecederam, e em condições mais adversas, abriram espaço para que nós mulheres negras, possamos falar, escrever, circular, em fim, nos expressar artisticamente. Dessa forma, valorizamos a nossa ancestralidade, mantendo a história dessas mulheres sempre viva”, diz Débora Garcia, criadora do coletivo.

O QUE: Estética das Periferias – Mostra de Artes Cênicas – Sarau das Pretas

ONDE: Ação Educativa – Rua General Jardim, 660, Santa Cecília. São Paulo/SP

QUANDO: 25 de maio de 2017, às 20h