LÓTUS é uma performance teatral que tem como ponto de partida a linguagem poética negra feminina. Em cena, o universo de mulheres que trazem em suas afetividades histórias invisibilizadas pelo imaginário social. A performance trata de amor, superação, beleza e vida, isto dentro de um contexto de solitude em que está inserida a mulher negra contemporânea, além de contar os caminhos que essas mulheres encontram para resistir e reexistir.

A Performance Lótus foi construída com base no contexto afetivo de diversas mulheres negras, além de pesquisa feita no livro Mulher Negra: Afetividade e Solidão, de Ana Cláudia Lemos Pacheco e em poesias de  Escritoras negras, como Lívia Natália, Mel Adún e Cristiane Sobral.

Nos últimos anos o número de mulheres negras solteiras tem crescido, sendo que essas mulheres geralmente são graduadas, doutoras, inteligentes, bonitas, com independência financeira e de postura política declarada, ou seja, são mulheres empoderadas, mas que não diferente de suas ancestrais continuam ocupando um lugar central nas relações, onde na maioria das vezes são referências matriarcais. Se no passado as negras não eram vistas como mulheres para casar, ainda hoje esse olhar permanece. As mulheres negras ainda são vistas como um ser que existe para servir, para ouvir, para acolher, para resolver problemas, para sanar os desejos sexuais. Ser cortejada, amada, servida ou ser vista como rainha nunca foi um lugar ocupado pela mulher negra que permanece sendo preterida.

Não por coincidência a Performance estreia no mês de Julho como forma de ressaltar o Dia da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, surgido no ano de 1992 com finalidade de celebrar e problematizar as condições da mulher negra, bem como as diferentes formas de opressão vivenciadas desde o período colonial até os dias atuais.

22/07 – KATUKA AFRICANIDADES às 19hrs
Lotação – 25 pessoas
Praça da Sé, nº 1
(em frente ao Museu da Misericórdia)
Tel: (71) 3322-1634

FICHA TÉCNICA
CONCEPÇÃO E ATUAÇÃO: Danielle Anatólio
TEXTO: Mulheres Negras em Resistência
PRODUÇÃO: Kátia Letícia
FIGURINO: Renato Carneiro
PERCUSSÃO: Mafá Santos
DESIGN GRÁFICO E FOTOGRAFIA: Amanda Nascimento
REGISTRO AUDIOVISUAL: Giovane Giovane Lima da Silva
INFORMAÇÕES: (71) 99161-9670

Últimas apresentações – 30 de Julho no Sarau da Onça, no Sussuarana – 19hrs, Salvador e 2 de Agosto no Teatro Vila Velha, na TERÇA PRETA DO BANDO DE TEATRO OLODUM, 19hrs, Salvador.

Imagem – Danielle Anatolio