O Marambiré, manifestação cultural que envolve dança, música e cantos marcados fortemente pelo som da caixa e dos pandeiros, fazendo referência aos antigos reinados da África Central, é tema do documentário Marambiré, do diretor André dos Santos. Realizado dentro do projeto Marambiré – Corporalidade, música e fé, contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2015-2016, um dos principais programas de fomento à cultura e às artes brasileiras, o filme será exibido no Sesc Boulevard, no dia 1 de novembro.

O documentário mostra a dinâmica do Marambiré na comu­nidade quilombola do Pacoval, no município de Alenquer, no Pará, e das famílias que dele participam. Por meio de depoimentos dos mestres populares e da comunidade, traz à tona esse ritual que resiste há mais de um século como instrumento de preservação da cultura, das raízes africanas, das memórias dos escravos e de seus descendentes na região amazônica, reunindo corporalidade e oralidade.

Passada de geração em geração, a dança re­cria um universo teatral-ritual com rei, rainhas, “valsares”, tocadores e contramestres. Atualmente, se apresenta na forma de um festejo sincrético que inclui elementos de cultos africanos e religião cristã, assim como culturas portuguesa e africana.

Veja o teaser >>> https://www.facebook.com/lamparinafilms/videos/1552019161557545/

O QUE: Marambiré – Lançamento do filme

QUANDO: 1 de novmebro de 2017 às 18h

ONDE: Sesc Boulevard, Boulevard Castilhos França, 523 – Campina, Belém