Um dos principais redutos da cultura negra pernambucana, o Pátio de São Pedro, no Recife, será palco, na próxima terça-feira (21), da Terça Negra Especial #PátioVive, uma iniciativa articulada pela produtora independente Aqualtune, o projeto Som na Rural, artistas e membros da sociedade civil. O evento, aberto ao público, reúne grupos culturais históricos da cena da cultura afropernambucana – como o tradicional Afoxé Ilê de Egbá, do Alto José do Pinho, e o Raízes do Quilombo, do Morro da Conceição, que comemora 30 anos de fundação. Além de homenagear o Dia da Consciência Negra, o evento quer levantar uma reflexão sobre a necessidade de ocupação dos espaços urbanos a partir de uma perspectiva racial, cultural e socialmente inclusiva.

Apesar de ter seu conjunto de casario tombado pelo IPHAN, atualmente, o Pátio de São Pedro encontra-se “ocioso”, embora localizado no Centro do Recife. “Queremos demarcar a importância do local para a cultura afro pernambucana com uma ação que não pretende ser pontual, mas que tem a finalidade de de levantar reflexões sobre o papel da sociedade civil na ocupação temporária do espaço público, dando-lhe valor de uso ”, pontua Lenne Ferreira, jornalista, feminista negra e uma das idealizadoras da Aqualtune Produções, projeto independente, que coloca mulheres negras como protagonistas na produção cultural.

O QUE: #PatioVive – Terça Negra

QUANDO: 21 de novembro de 2017, às 18h

ONDE: Pátio de São Pedro, Recife – Pernambuco