O coletivo de mídia negra lançará também um novo portal e uma série de vídeos

A juventude negra protagoniza e tece as linhas que dão vida a 3ª edição da Revista Afirmativa. O lançamento acontece nesta quarta (21), às 18h, no Jardim das Delicias, no Pelourinho. Além do lançamento da revista impressa, a programação conta com a estreia do novo portal online e da série “A Juventude Negra Comunica o Direito à Vida”, além de um pocket show com Zinha e Makena.

A 3ª edição da Revista é fruto do projeto “A Juventude Comunica o Direito a Vida”, que objetiva resgatar as histórias de vidas abreviadas e reduzidas em estatísticas e problematizar as diversas formas de violências que atingem a juventude negra brasileira. A iniciativa realizou um concurso para jovens negros jornalistas recém-formados e estudantes de jornalismo de todo Brasil e premiou os três primeiros selecionados, que terão seus textos publicados no portal. Já o material selecionado em primeiro lugar também será veiculado na edição impressa. A revista será distribuída gratuitamente no local.

O concurso também selecionou três roteiros para produção de uma vídeo-série, que será lançada no Youtube, Vimeo e exibida no lançamento. A série conta com três episódios sobre formas de resistência da juventude negra: Ep 1- Fancha, dirigido por Izzadora Sá, sobre lésbicas negras e de periferia. Ep 2: De Quebrada, dirigido por Icaro Jorge, sobre a ocupação de espaços públicos de Salvador pela Juventude Negra. Ep 3 – Corpos violentos ou vialodos? – dirigido por Marcelo Ricardo, sobre masculinidades negras.

A frente do projeto “A Juventude Comunica o Direito a Vida”, a Revista Afirmativa é um coletivo de mídia negra criado em 2013, que protagoniza ações sociais pelos direitos da juventude, direito à livre comunicação e à cultura. O projeto contou com a parceria do Odara Instituro da Mulher Negra, Coletivo de Cinema Negro Tela Preta, Estúdio Eban, Herdeira da Beleza, entre outros.

A revista nasce de uma proposta coletiva e vem se mantendo há quase cinco anos desta mesma forma. Este projeto é fruto do esforço de muita gente, de organizações, coletivos, pessoas que acreditam na importância da mídia negra para a resistência do povo negro. A Afirmativa fortalece uma frente de veículos da mídia negra baiana que atua junto com os movimentos”, declara Alane Reis, uma das editoras da revista.

A campanha de divulgação do projeto celebra a atuação de comunicadores negros. André Luís Santana, Camila de Moraes, Jamile Menezes, Juliana Dias, Luciane Neves, Maíra Azevedo, Midiãn Noelle, Mônica Santana, Monique Evelle, Naiara Oliveira, Rita Batista, Vânia Dias e Yuri Silva são os profissionais que compartilharam suas imagens, trajetórias e opiniões para fortalecer e dar vida a iniciativa.

O QUÊ: Lançamento da 3ª Edição, Portal Afirmativa e série “A Juventude Negra Comunica o Direito à Vida” + Pocket Show de Zinha e Makena
QUANDO: 21/1,1 às 18h
ONDE: Jardim das Delicias – Pelourinho, R. João de Deus. N 12
QUANTO: Grátis, com distribuição da revista.