Slam virtual Pandemia Poética na Bahia

A Pandemia Poética é uma iniciativa do Selo Nsabas, que vai inovar na cultura das batalhas de poesia falada. O campeonato virtual acontece entre os dias 04 e 23 de junho, no Instagram do Selo Nsabas (@_nsabas), com 12 slammers (poetas de batalha) competindo e sendo avaliadas pelo público e por um júri técnico do Slam das Minas Bahia e das poetas de slams nacionais Bia Manicongo – Bixarte (PB) e Gabriela Oliveira – Briela G (PB).  

Na realidade de isolamento social a modalidade foi adaptada para o ambiente digital, entendendo a necessidade de propor entretenimento e o incentivo a solidariedade e a responsabilidade social. O público pode contribuir com qualquer valor e empresas que se proponham a fazer parte do projeto podem investir cotas estabelecidas pela produção. O evento virtual vai contribuir para a renda de 10 mulheres e/ou LGBTQA+ que movimentam arte na Bahia, entre elas, 3 finalistas que vão receber R$ 200,00, R$ 300,00 e R$ 500,00 em dinheiro, o 1º lugar ainda terá acesso a um curso de educação financeira. 

O projeto é uma estratégia para combater alguns dos efeitos provenientes da pandemia do COVID-19 e suas consequências, o isolamento social e o aperto econômico. Além do combate direto ao vírus com as recomendações de saúde, o momento exige formas para gerar renda e conforto emocional à diversos grupos sociais, como os artistas independentes e produtores culturais.  

“A poesia é um vetor de encantar e fazer refletir, e o momento demanda ações inovadoras e responsáveis. Por isso, não só trazemos o Slam Pandemia Poética para o ambiente virtual, como buscamos formas de garantir a geração de renda para poetas e produtoras”, explica a produtora executiva, Karen Oliveira.

Etapas do campeonato

Serão 5 dias de inscrição para as poetas e 5 dias de avaliação e seleção para a curadoria. As poetas podem pleitear a participação no campeonato entre 04 e 08 de junho, através de um formulário de inscrição disponível no Instagram que sediará o Slam. A curadoria será feita de acordo com o regulamento do slam e com os critérios de avaliação das competições de poesia, pelas slammasters do Slam das Minas Bahia. 

Ludmila Singa e Fabiana Lima (NegaFya) vão selecionar 12 pessoas, entre mulheres e  LGBTQIA+. A escolha de priorizar mulheres e lgbtqias surge da necessidade de combater a desigualdade histórica de gênero e sexualidade, assim, desde a produção às competidoras, a Pandemia Poética é composta por mulheres e  LGBTQIA+. 

“No momento que estamos passando, a poesia pode traduzir muitas das nossas angústias e apontar novos caminhos. Os Slams não podem deixar de produzir, a tecnologia precisa ser nossa aliada mais do que nunca agora”, reflete a slammaster do Slam das Minas Bahia, Ludmila Singa.

No segundo domingo de junho, 14, o campeonato começa com a divulgação das competidoras via live, no Instagram do Selo Nsabas (@_nsabas). Segunda-feira, 15 de junho, acontece a primeira fase do evento com a divulgação dos vídeos das 12 poetas classificadas. Júri técnico e público votam para decidir quem vai para a etapa seguinte e dia 17 de junho é realizada a segunda fase do campeonato. Dia 19 de junho a grande final encerra o campeonato Slam Pandemia Poética.

Para contribuir com o Slam de Poesia Virtual

Pautado na economia colaborativa e na solidariedade, o slam tem duas frentes de captação de recursos, o patrocínio direto de marcas parceiras e a colaboração do público com o chapéu virtual. É importante quando pequenas e médias empresas também se colocam no lugar da responsabilidade social de fomentar a arte, esse é o caso da Casa VII Astrologia, Afroempreendendo e Wakanda Warriors, alguns dos investidores parceiros da iniciativa.

O público que tiver interesse em contribuir com a poesia baiana, podem acessar o chapéu virtual e doar  quantia que melhor dialogar com sua realidade. Além disso, toda forma de divulgação e visibilidade, são retornos potentes ao trabalho artístico autônomo. 

Selo Nsabas

Nsaba é um selo de produção cultural que reúne artistas, produtoras e comunicadoras sociais que atuam no cenário urbano de produção do Hip-Hop e da poesia, realizando  experiências. O selo surge em 2019 a partir de uma lacuna dentro da cena undergroud de Salvador, de espaços formativos com grande presença feminina. O grupo esteve na produção da única batalha de rima feminina da Bahia, a Batalha das Bruxas, e proporcionou visibilidade nacional para o projeto. O nome surge de uma palavra da língua kimbundu, do povo Bantu, de Angola, que adaptada, ‘nsabas’, dá significado às folhas sagradas, aquelas que semeiam magia, sabedoria e cura.  

Slam das Minas Bahia

O Slam das Minas é um poetry slam organizado e disputado exclusivamente por mulheres em diferentes localidades do Brasil. Então, no contexto de articulação nacional, em 2017 surge o Slam das Minas BA. Tem a proposta de criar um espaço de visibilidade e fortalecimento das artistas da cena local, visando superar em nível pessoal e coletivo a discriminação e o preconceito. Bem como buscar alternativas que proporcionem o protagonismo das mulheres negras e periféricas no meio cultural.

A cultura de Slam 

Os Slams surgem em 1980, a partir do poeta de Chicago (EUA), Mark Kelly Smith. Ella acreditava na poesia como uma forma de comunicação imediata entre as pessoas e via a narrativa poética negligenciada nas academias e salas de aula. As sessões de microfones abertos para a poesia falada virou uma febre e em 1990,  o slam poetry teve sua primeira competição nacional, que se espalhou pelo país e pelo mundo. No Brasil, o slam chegou primeiramente, em São Paulo, trazido por Roberta Estrela Dalva.

 

“Os Slams precisam ter seis edições anuais para entrarem no circuito nacional e internacional de poesia falada. Com o isolamento social os cronogramas se perderam e precisamos criar novas regras para não ser um ano improdutivo para as batalhas de poesia”, finaliza Ludmila Singa.

Calendário do Slam Pandemia Poética

04 a 08/06: Inscrições das competidoras

09 a 13/06: Curadoria com o Slam das Minas

14/06: Live de divulgação das selecionadas

15/06: 1ª fase do campeonato

16/06: Live de divulgação das mais votadas para próxima fase

17/06: 2ª fase do campeonato

18/06: Live de divulgação da escolhidas para a final

19/06: Grande final do Slam

20/06: Live de resultado das ganhadoras

21 a 23/06: Finalização da campanha 

SERVIÇO:

Evento:  Slam de Poesia Virtual: Pandemia Poética

Data: 25 de maio à 06 de junho

Local: Instagram do Selo Nsabas (_@nsabas)

Valor: Contribuição consciente (PagSeguro)