O Curta! antecipa a celebração do Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, e o aniversário de 6 anos no ar, também em novembro, e apresenta desde outubro uma programação especial com conteúdos relacionados ao tema.

A trajetória do poeta e ativista político Solano Trindade abre a programação. Seu perfil é traçado no episódio inédito de “República da Poesia”, série exclusiva do Curta!. Filho de um sapateiro e de uma quituteira, Solano Trindade fez dos seus versos uma arma contra as injustiças do mundo. Ney Matogrosso, Jorge Mautner e Ruth de Souza participam da produção e comentam a trajetória do poeta, um dos fundadores do Congresso Afro-Brasileiro. Quinta do Pensamento, 18 de outubro, às 20h.

No dia seguinte, estreia na TV brasileira, com exclusividade no Curta!, a série francesa “Rotas da Escravidão”. Ao longo de quatro episódios, a produção revela como o sistema escravista, instalado no continente africano pelos países europeus, desencadeou a comercialização em série de seres humanos e resultou em mais de 20 milhões de africanos escravizados ao redor do planeta. O primeiro episódio passa por 700 anos de história e mostra como as populações subsaarianas se tornaram, ao longo dos séculos, a principal “matéria-prima” do tráfico de escravos da História. Sexta da Sociedade, 19 de outubro, às 23h.

A história do Quilombo dos Palmares, símbolo da resistência à ordem colonial escravocrata no Brasil, é o tema da série exclusiva do Curta! “Palmares: Coração Brasileiro, Alma Africana”. Ao longo de cinco episódios, ela revela como o quilombo instalado na Serra da Barriga, entre Alagoas e Pernambuco, foi o mais combatido e também o mais duradouro, se transformando em referência permanente da luta contra o racismo e a desigualdade social. Dirigida por José Carlos Asbeg e Luiz Arnaldo Campos, a série foi produzida com exclusividade para o Curta! com financiamento pelo Fundo Setorial do Audiovisual da ANCINE. Sexta da Sociedade, 16 de novembro, às 23h.

A carreira de um dos mais criativos arranjadores brasileiros é destaque em “Erlon Chaves: Maestro do Veneno”, também produzido com exclusividade para o Curta! com financiamento pelo Fundo Setorial do Audiovisual. O documentário narra a trajetória plural do artista que começou a carreira no rádio, trabalhou como arranjador e compositor de trilhas para TV e cinema e foi precursor da soul music no Brasil com a banda Veneno. Imagens de arquivo, depoimentos, encontros musicais e recriações sonoras ajudam a contar a história. Estreia na Segunda da Música, 19 de novembro, às 22h35.

O cineasta e pesquisador mineiro Joel Zito Araújo – conhecido pelos documentários “Raça”, “A negação do Brasil” e “Cinderelas, lobos e um príncipe encantado – é tema do segundo episódio da série exclusiva e inédita “Nós, os documentaristas”, que mostra a produção e o pensamento de diretores que se debruçam sobre a realidade brasileira. Em seus filmes, Araújo questiona o mito da democracia racial no Brasil e investiga mecanismos de segregação. A entrevista é conduzida pela documentarista Susanna Lira. Estreia na Quarta do Cinema, 28, às 23h30.

Quinta do Pensamento – 18/10

20h – “República da Poesia” (Série) – Episódio “Solano Trindade”

Solano Trindade fazia dos seus versos uma arma contra as injustiças do mundo. Recifense do Bairro de São José, filho de um sapateiro e uma quituteira, Francisco Solano Trindade foi poeta, ativista político e artista múltiplo. Diretor: Beto Viana. Duração: 45 min. Classificação: livre. Horários alternativos: 19 de outubro, sexta-feira, à 0h; 21 de outubro, domingo, à 0h.

Sexta da Sociedade – 19/10

23h – “Rotas da Escravidão” (Série) – Episódio “476 – 1375: Além do Deserto”

O primeiro episódio da série conta 700 anos de história e revela como as populações subsaarianas se tornaram, ao longo dos séculos, a principal “matéria-prima” do tráfico de escravos da História. Diretores: Daniel Cattier, Fanny Glissant e Juan Gélas. Duração: 52 min. Classificação: livre. Horários alternativos: 20 de outubro, sábado, às 3h10 e às 12h; 21 de outubro, domingo, à 23h; 22 de outubro, segunda-feira, às 17h.

Quarta de Cinema – 16/11

23h – “Palmares: Coração Brasileiro, Alma Africana” (Série) – Episódio

A história e a importância simbólica do Quilombo dos Palmares, referência permanente da luta contra o racismo e a desigualdade social. Instalado na Serra da Barriga, entre Alagoas e Pernambuco, foi o quilombo mais combatido e também o mais duradouro. Diretores: José Carlos Asbeg e Luiz Arnaldo Campos. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 17 de novembro, sábado, às 3h; 18 de novembro, domingo, 0h.

Segunda da Música – 19/11

22h35 – “Erlon Chaves: Maestro do Veneno” (Documentário)

A carreira de um dos mais criativos arranjadores brasileiros: Erlon Chaves (1933 -1974). O filme mostra o seu início de carreira no rádio, os trabalhos de arranjador e de compositor de trilhas para a TV e o cinema e seu pioneirismo na soul music brasileira, com a banda Veneno. Traz imagens de arquivo, depoimentos, encontros musicais e recriações sonoras. Diretor: Alessandro Gamo. Duração: 72 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 24 de novembro, sábado, às 22h; 25 de novembro, domingo, às 11h.

Quarta de Cinema – 28/11

23h30 – “Nós, os documentaristas” (Série) – Episódio “Joel Zito Araújo”

O cineasta e pesquisador mineiro Joel Zito Araújo – conhecido pelos documentários “Raça”, “A negação do Brasil” e “Cinderelas, lobos e um príncipe encantado – é tema do segundo episódio da série exclusiva e inédita “Nós, os documentaristas”, que mostra a produção e o pensamento de diretores que se debruçam sobre a realidade brasileira. Em seus filmes, Araújo questiona o mito da democracia racial no Brasil e investiga mecanismos de segregação. A entrevista é conduzida pela documentarista Susanna Lira. Diretora: Susanna Lira. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 1º de dezembro, sábado, às 20h45; 2 de dezembro, domingo, às 10h.