Toda história oficial celebra uma certa narrativa, mas o aniversário de São Paulo pode também colocar em questão diferentes perspectivas sobre a cidade. A programação da Vila Itororó Canteiro Aberto no último fim de semana de janeiro propõe uma reflexão sobre as tensões e contradições vivenciadas na cidade de São Paulo, tanto hoje quanto em uma perspectiva histórica, na expectativa de dar maior visibilidade a narrativas fundamentais na formação da cidade, porém muitas vezes silenciadas. As atividades apontam para outras histórias paulistanas – histórias afro-brasileiras, indígenas e de seus imigrantes – e para outras formas de se viver na cidade, com o objetivo de pensar uma outra cidade possível. Serão abordados temas diversos como o genocídio indígena e da população negra, cuidados com cabelos afro, a São Paulo vista por seus mais recentes imigrantes e as intensas transformações pelas quais vem passando o bairro do Bixiga, do qual a Vila Itororó é parte.