Começa nesta terça-feira, 27 de abril, 20h, o Festival Samba de Rosas

Um evento que convida artistas Paulistas para celebrar especialmente a cultura do samba de roda, uma das mais tradicionais expressões afro-brasileiras, que tem origem no Recôncavo da Bahia.

Na estreia o apresentador Moisés da Rocha recebe a jornalista e pesquisadora Claudia Alexandre e o Afoxé Filhos do Cacique.

O Festival Samba de Rosas terá seis edições inéditas com: Tatiana Bueno, Nega Duda, Mônica Benezutti, Capoeira com Professora Marquinha, Keli Aragão, Nó Na Pedra, Afoxé Filhos do Cacique, Samba de Roda Dona Rosa (Mauá-SP).

Inscreva-se no canal Festival Samba de Rosas e ative as notificações!!!

#festivalsambaderosas #sambaderoda

Atrações do dia 27 de abril das 20 às 22h

AFOXÉ FILHOS DO CACIQUE

O Afoxé Filhos do Cacique dialoga com diversas manifestações da cultura afro-brasileira, criando um repertório único.

Fundado em 2006 em São Paulo, o grupo conta com aproximadamente 20 integrantes entre percussionistas, contadores, cantadores e dançarinos que promovem performances das tradições de matrizes africanas com ritmo forte e coreografias emocionantes.

O grupo visita ritmos como congada, samba de roda, ciranda, samba de bumbo, jongo e alguns de origem africana pouco difundidos no país.

Os dançarinos se utilizam de adereços bem produzidos que marcam a apresentação em amostras de dança de roda, de terreiro, umbigada, coreografias de samba de roda e outras para retratar a história da música e da dança popular.

CLAUDIA ALEXANDRE

Jornalista e Comunicadora de rádio e TV. É Mestre e Doutoranda em Ciência da Religião (PUC-SP); Pesquisa Samba e Religião. Apresenta o PAPO DE BAMBA, na plataforma BR Brazil. Autora de Orixás no Terreiro Sagrado do Samba – Exu e Ogum no Candomblé da Vai-Vai (Editoras Aruanda e Griot). Com uma trajetória de quase 30 anos no universo do samba e das escolas de samba de São Paulo, Claudinha Alexandre tem defendido o lugar das mulheres, principalmente das mulheres negras na história do samba no Brasil. Ministrou o curso Mulheres do Samba e do Axé (Fundação Ema Klabin) e tem se aprofundado na pesquisa sobre a vida da baiana Hilária Batista de Almeida (1854-1924), que ficou conhecida como Tia Ciata, a mãe do samba.

Estreia do canal Festival Samba de Rosas

Reverência paulista às mulheres do samba de roda, gravado no Casa Blanca, em Santo André (ABC Paulista)

Convidados: Nega Duda; Samba de Roda da Dona Rosa (Mauá-SP); Professora Marquinha e Meninas da Capoeira Filhos de Gandhi; Mãe Monica Berezutchi (Associação Luz Dourada); Afoxé Filhos do Cacique; Tatiana Bueno e Grupo Nó na Pedra e a jornalista e pesquisadora Claudia Alexandre.

Apresentação: Moisés da Rocha.
Estreia: 27 de abril de 2021. 20 às 22h

Canal Youtube/Festival Samba de Rosas

Exibições:

27/4 – Afoxé Filhos do Cacique e Claudia Alexandre
8/5 – Mãe Mônica, Nega Duda, Paty Nabeiro e Professora Marquinha
9/5 – Samba de Roda da Dona Rosa; Tatiana Bueno e Grupo Nó na Pedra
Direção: Marco Antonio Machado (Brazil Films)
Produção Executiva: Keli Aragão