Periferias no centro

Periferias no centro: Teatro Sérgio Cardoso e CCJ recebem apresentações experimentais dos aprendizes do Projeto Espetáculo – Fábricas de Cultura

Das periferias para o centro: aprendizes das Fábricas de Cultura apresentam o Projeto Espetáculo 2019 no Teatro Sérgio Cardoso e no Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso

Formado por seis espetáculos com coautoria de 360 aprendizes, mini festival será apresentado na Sala Paschoal Carlos Magno e no anfiteatro do CCJ de forma gratuita em novembro

Após temporada nas regiões periféricas onde estão localizadas, as Fábricas de Cultura das zonas norte, sul e Diadema – equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerenciadas pela Poiesis – apresentam o Projeto Espetáculo 2019 no Teatro Sérgio Cardoso e no Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (CCJ) durante duas semanas de novembro.

As apresentações serão gratuitas, a partir das 19h na Sala Paschoal Carlos Magno (do Teatro Sérgio Cardoso), espaço que recebe até 144 espectadores, e a partir das 17h no anfiteatro do CCJ, que comporta até 300 pessoas. Como um mini festival nos dias 11, 13, 14, 19, 22 e 26 de novembro, os espetáculos se concentram no tema “corpo” – que se impõe pelas marcas identitárias e que carrega a potência de sua ancestralidade para uma experiência criativa única.

O Projeto Espetáculo busca oferecer uma experiência aprofundada nas artes cênicas aos jovens de 12 a 21 anos. Ao longo de 10 meses, são realizadas pesquisas, ensaios e vivências que utilizam, simultaneamente, as linguagens do teatro, da dança, da música e do circo. Neste ano, o resultado foi de seis espetáculos com a participação e coautoria de 360 aprendizes que vivem nos distritos onde ficam as Fábricas de Cultura (Brasilândia, Capão Redondo, Diadema, Jaçanã, Jardim São Luís e Vila Nova Cachoeirinha), além da orientação de 50 arte-educadores.

A partir da leitura do conjunto da obra da professora, dramaturga e poeta Leda Martins, que pesquisa matrizes performáticas da cultura afro-brasileira, os grupos e arte-educadores das Fábricas das zonas norte e sul de São Paulo se inspiram e abordam como o corpo ocupa. Além disso, o corpo como lugar de encontro e de memória em cinco espetáculos. Já a Fábrica de Cultura Diadema, ativa desde novembro de 2018, estreia no Projeto Espetáculo com uma peça ópera hip hop.

Os jovens aprendizes se dedicam à formação artística, reconhecimento de potências, descoberta de afinidades, construção coletiva e troca de saberes. Assim, as turmas passam por formações feitas por arte-educadores de diferentes linguagens das Fábricas de Cultura, além da orientação artística de Eliana Monteiro, que já colaborou em 34 peças. De forma experimental e coletiva, o Projeto Espetáculo ocorre há 12 anos.

Desde 2013, com gestão da Poiesis, o Projeto Espetáculo realizou 240 apresentações, absorveu 1.900 aprendizes matriculados e alcançou 20.283 espectadores. Os grupos aprendem e praticam todo o processo de montagem de uma peça teatral, considerando a criação de texto e roteiro até os trabalhos técnicos de bastidores e como atores.

Para prestigiar as apresentações é recomendável chegar 1h antes na bilheteria referente para retirar os ingressos. Confira a sinopse dos espetáculos com as respectivas datas, horários, locais e fichas técnicas.

*** O mini festival do Projeto Espetáculo 2019 é gratuito e para um público a partir dos 12 anos de idade.

SERVIÇO:

Teatro Sérgio Cardoso | Rua Rui Barbosa, 153

PROJETO ESPETÁCULO JAÇANÃ 2019

11 de novembro, segunda-feira, às 19h

GUAPIRACONTRACANTO NA ENCRUZILHADA DA HISTÓRIA 

Guapira – Contracanto na Encruzilhada da História resgata o movimento de ocupação da zona norte de São Paulo, em especial o bairro Jaçanã, que até 1930 chamava-se Guapira. A busca é questionar se um suposto movimento de progresso, que por si só seria legítimo, não esconde uma estratégia de apagamento de nossas ancestralidades e memórias históricas para atender aos desejos de uma classe dominante.

Ficha Técnica:
Orientação artística: Eliana Monteiro
Direção geral e musical: Tulio Crepaldi
Dramaturgia: Solange Dias
Codireção / Preparação corporal / Direção de movimento:Vinicios Silva
Cenário e projeções: Mauro Martorelli
Preparação vocal: Claudia Felisberto
Concepção de figurino: Rafael Bicudo
Finalização de figurino: Caio Franzolin
Iluminação / Cenotecnia: Danilo Mora
Produção: Programa Fábricas de Cultura
Assistente de produção: Maju Tóffuli
Assistente de direção musical: Marcello Evans
Costureira: Lili Santa Rosa
Fotografia: Xiao Emy
Contrarregra: Eloiza Santana
Artista colaborador: Lady Gerson
Músico: Kleyton Breda

Elenco: Amanda Naty / Aryel Ferreira / Beatriz Brasilina / Beto Severino / Danae Padovani / Eloá Cristine / Fábio Rufino  / Giovanna Zad / Guilherme Moura / Gustavo Tenório / Isabelle Damasceno / Jaceline Santos / Jakeline Leite / Kauê Lima / Kailany Silva / Laysa Rodrigues / Leandro Cazão / Letícia Hessel / Letthicia Johanson / Lucas Reis / Marcello Evans / Renato Andrade / Sara Alves / Stefany Alves / Thais Brito / Victória Ribeiro / Victoria Sousa / Vitor Camargo

PROJETO ESPETÁCULO DIADEMA 2019

13 de novembro, quarta-feira, às 19h

ORIDYÁ, UMA FÁBULA HIP-HÓPERA

Ori em Yorubá significa cabeça e é também direcionamento no caminhar. Diadema é o adorno de metal ricamente decorado, que reis e rainhas usavam sobre a cabeça. OriDyá, uma fábula hip-hópera narra a saga dos irmãos gêmeos Surreal e Triunfo, que viajam no tempo por meio dos cinco elementos do hip hop. Inspirados no imaginário Afrofuturista, S & T estão dispostos a perceber, narrar e alterar as lacunas históricas.

O espetáculo finaliza com uma vivência, na qual elenco e público dançam os novos tempos.

Ficha Técnica:
Arte-Educadores: James Bantu e Mônica Rodrigues
Dramaturgia: Akins Kinte / Gabi D’Oyá / Lynara Damasceno / Carol Silva / Agata José / Juliana Felinto / Nanda Fonseca / Samara Silva / Gabi Olemarac / Poliana Brito / Agatha Selva / Victória Gomes / Lubama Ojuara / Ingrid Costa / Henrique Shocks / Idzy Emily / Joyce Silva / Kaylane Francisquini / Vini Silva / Val Santos / Agatha Pereira / Levi Minga / Biel Beats / Jhon Santos / Iza Costa / Luana Costa / Igor Banks / Michael Douglas / James Bantu / Mônica Rodrigues / Boby Brasil / Pixote Mushi.
Arte – Educador de Literatura: Akins Kinte
Arte – Educador de Grafite: Pixote Mushi
Arte – Educador de Artes Visuais: Rodrigo Munhoz
 
Arte – Educadores de Breakdance: Lu Santos Afrobreak e TJ (Telmo Rodrigues)
Arte – Educador de DJ: Boby Brasil
Cenografia, visuais e vídeo mapping: David Santos e Pixote Mushi
Operação de luz e som: Equipe de Articulação
Cenotecnia: Equipe de Manutenção da Fábrica de Cultura Diadema (Fábio e Dalmar)
Figurinos: Nenê Surreal e os aprendizes da Trilha de figurino
Adereços: Aline Vargas
Produção: Programa Fábricas de Cultura
Assistente de Produção: Fred José
Músicas: Val Santos / Agatha Pereira / James Bantu / Gabi D’Oyá / Lynara Damasceno / Biel Beats / Agatha Selva / Poliana Brito / Henrique Shocks / Lubama Ojuara / Nanda Fonseca
Aprendizes da trilha de figurino: Agatha Pereira / Anderson de Sousa / Gabi D’Oyá / Gabi Olemarac / Henrique Shocks / Idzy Emily / Jhonny do Nascimento / Juliana dos Santos / Kaique Ricardo / Levi Minga / Marlene Lima / Maycon Douglas / Nanda Fonseca / Sidney Cantizano / Val Santos

Elenco Djs | Aprendizes:
Estevão Leal / Isaac Bomfim / Juan José / Maisa Santos / Thamires Souza / William Robson
Elenco MCs | Aprendizes: Agata José / Agatha Pereira /Agatha Selva / Biel Beats / Carol Silva / Gabi D’Oyá / Gabi Olemarac / Henrique Shocks / Idzy Emily / Ingrid Costa / Iza Costa / Jhon Santos / Joyce Silva / Juliana Felinto / Kaylane Francisquini / Levi Minga / Luana Costa / Lubama Ojuara / Lynara Damasceno / Nanda Fonseca / Poliana Brito / Samara Silva / Val Santos / Victória Gomes / Vini Silva

PROJETO ESPETÁCULO JARDIM SÃO LUÍS 2019
14 de novembro, quinta-feira, às 19h

RUAS CRUZADAS – NJILA MPAMBU 

Ruas Cruzadas – Njila Mpambu é a narrativa do povo Bamba que constrói sua história futura a partir dos cruzamentos entre presente e passado, além do encontro com sua ancestralidade. Tendo como inspiração Sankofa (símbolo adinkra do povo Axanti), veremos como a trajetória de nossos ancestrais está refletida na história e nos conflitos atuais que nos envolvem em uma grande encruzilhada. Muntu é menino- moleque que nasce predestinado a andar pelas ruas, desatar nós do passado para compreender o presente e criar futuros, contrariando todas as estatísticas.

Ficha Técnica:
Orientação artística: Eliana Monteiro
Direção:
Éder Lopes
Dramaturgia
: Nathalia Catharina
Direção de movimento:
Rod Style
Preparação corporal:
Raoni Garcia
Direção musical:
Tomás Bastos e Marina Bastos
Preparação vocal:
Marina Bastos
Cenário:
Hemon Vieira
Figurino:
Sandra Pestana
Iluminação:
Kenny Rogers
Produção:
Programa Fábricas de Cultura
Assistente de produção
: Dêssa Souza
Fotos:
Nenê (Menino do Drone)

Elenco: Aninha Oliveira / Andreza Miranda / Anna Nunes / Caio Amaro / Fabio Coutinho / Gabriela Santiago / Henrique Souza / Gabrielle Nascimento / Guilherme Ponciano / Isadora de Souza / Jhennifer Mayara / Julia Tomás / Kleber da Silva / Lais Maia / Luiza Masiero / Melissa Leal / Rafael Toron / Rafaely da Cruz / Sara Cristina / Sthefany Rodrigues / Thamires Santos / Ingrid Rodrigues / Pedro Cardoso / Kenji Medrano / Diógenes Henrique / Luís Félix / João Augusto Silas / Vítor Gabriel / Elza Emannuely / Janaína Pereira / Larissa Moura / Sthefany Leão / Vítor Rocha / Kléber Werneck / Álvaro Pereira / Maria Vitória Souza / Alexia Calo / Ana Clara Sena / Bruna Alves / Danielly Pereira / Gabrielle Parra / Helzia Neves / Isabela Garcia / Jamile Silva / Jenifer Rodrigues / Jonathan Gonçalves / Kelly Santos / Maria Eduarda Santos / Maria Francisca Martiniano / Matheus Braga / Melissa Albuquerque / Rafhaela Yasmin / Tainá Soares / Thaylane Calo / Thiago Bastos / Vinicius Rodrigues / Blenda Aryel / Julia Santana / Ysla Dias / Amanda Costa / Maria Cortazár / Nicole Candida / Jefferson da Silva / Renan da Silva / Ana Esther / Ana Julia / Kaio dos Santos / Levi Ferreira / Vitória da Luz / Sueli Alves / Giovana Ramalho / Jenifer Rubia.

 

PROJETO ESPETÁCULO CAPÃO REDONDO 2019
19 de novembro, terça-feira, às 19h

O AUTO DE QUERELA

Querela é uma jovem mãe que, ao que tudo indica, teve complicações no parto. Ao ouvir uma “incelença” (cantiga para defuntos) cantada em sua homenagem, conhece três de suas ancestrais que viveram em momentos distintos da história do Brasil: durante os anos de chumbo da ditadura militar; nos tempos do comércio de africanos escravizados no Cais do Valongo, Rio de Janeiro; e no decorrer da batalha entre indígenas e portugueses na Confederação dos Tamoios, século XVI. Guiada pelas três, Querela testemunha como o tempo é uma espiral de luta pela (r) existência de seu povo.

Ficha técnica:
Orientação artística: Eliana Monteiro
Dramaturgia: Alessandro Toller
Direção geral: Ícaro Rodrigues
Codireção: Luiz Ramos e Sandra Santana
Direção musical: Adriano Matos e Esdras Ribeiro
Preparação vocal: Klécio Miranda
Preparação circense: Luiz Ramos e Sandra Santana
Danças brasileiras: Luiz Ramos
Preparação em ritmos brasileiros (percussão): Rabi Batukeiro
Cenário: Caio Marinho e aprendizes da trilha de cenografia
Figurino: Caio Franzolin e aprendizes da trilha de figurino
Aprendizes das Trilhas de cenografia e figurino: Adriana de S. Santos / Alessandra de Oliveira / Anderson Freitas / Clemilda Silva / Edilza Oliveira / Elis Mara Oliveira / Erisson Saimon / Silva Meira / Gleice Pacheco / Jéssica Oliveira / Máximo da Silva / Maria das Graças Silva Farias / Patrícia Calado Oliveira / Selma Pinto da Silva / Severina Francisca Barbosa / Suzana Fornalevicz de Paiva / Vanessa Maria da Silva
Assistente de produção: Rodrigo Cândido
Desenho e Operação de luz: Fernando Melo
Fotografia: Jonathan Aníbal Pereira dos Santos

Elenco: Aline Kauana dos Santos / Ana Carolina de Araújo / Ashiley Victoria Celesto Silva / Beatriz Araújo da Silva / Beatriz Vasconcelos Souza de Almeida / Clayton de Jesus Moura / Denner Vinícius da Silva Costa / Emerson dos Santos Amorim / Gabrielle Souza Alves / Giovanna Morais de Vasconcelos / Guilherme Vitorino Mendonça / Heloisa de Jesus Gomes / Ilza Beatriz Oliveira Souza / Ítalo Silva Araújo / Jaqueline da Cruz Ferreira / Jonathan Aníbal Pereira dos Santos / Kailany Gomes do Amaral / Kelvin das Dores Santos / Kelvin Kléber Santos Rodrigues / Leonardo Henrique Souza dos Santos / Letícia Santos Florentino / Lucas da Silva Oliveira / Melissa Maria de Assis e Silva / Michel de Jesus Alves / Pedro Dias Trindade / Renata Oliveira de Alencar Silva / Rômulo Silva Santana / Sabrina Pereira da Silva / Schelly da Silva Lima / Stephany Silva Oliveira / Tamires Gomes Siqueira / Tamires Oliveira Silva / Tayna Souza Pereira Lima / Vinícius Silveira Libório / Vitória Maria Campos do Nascimento

 

PROJETO ESPETÁCULO BRASILÂNDIA 2019
22 de novembro, sexta-feira, às 19h

SAMBA KALUNGA

Samba Kalunga narra a trajetória de Zumbi dos Palmares e da Rainha Nzinga, ambos líderes de quilombos, o primeiro no Brasil e a segunda na Angola. Traça um paralelo entre eles com as tias baianas do samba de São Paulo e Rio de Janeiro, e com líderes de espaços de resistência.

Ficha técnica:
Orientação Artística: Eliana Monteiro
Direção: Antonia Mattos
Dramaturgia: Dione Carlos
Direção de Movimento Verônica Santos e Cleydson Catarina
Coreografia: Verônica Santos
Cenografia / Figurino / Preparação em máscara: Cleydson Catarina
Direção musical e Arranjos de percussão: Luciana Ponce
Preparação Vocal / Composições e arranjos de Corda: Antonia Mattos
Iluminação: Alice Nascimento
Produção: Fábrica de Cultura
Assistência de Produção: Roberta Marangoni

Elenco: Beatriz Rodrigues / Fernanda dos Santos / Giovanna Oliveira / Isabely de Souza / Ismaine Magalhães / Jonathan de Jesus / Kaike Ximenes / Karolayne Oya / Larissa dos Santos / Lays de Campos / Marcela Justino / Maria Pereira / Mateus dos Santos / Pedro Fontes / Pietra dos Santos / Renelle  Souza / Tiago Silva / Victoria R. Ferreira / Vinicius S. R. Soares / Yago Moura / Yasmin Oliveira / Carlos E. Borges / João V. da Silva / Luna P. Santos / Madalene da Silva / Marcela Pereira / Michelle dos Santos / Raphaela Pereira / Rayssa Nascimento.

 

Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso | Av. Dep. Emílio Carlos, 3641

PROJETO ESPETÁCULO VILA NOVA CACHOEIRINHA 2019
26 de novembro, terça-feira, às 17h

RITO DA CACHOEIRINHA

Um pai levou seu filho para efetuar um rito de passagem para transformar o menino em homem. O garoto deveria permanecer uma noite sozinho em uma cachoeira para completar o rito. Durante a noite se depara com mulheres guerreiras que lutam para manter, na cachoeira, sua ancestralidade. Tudo foi soterrado, restando assim uma missão aos aprendizes: fazer nascer uma cachoeira.

Ficha técnica:
Orientação artística: Eliana Monteiro
Direção: Marcio Castro / Karine Carvalho / Allan Amaro
Dramaturgia: Bruna Menezes (escrita em processo colaborativo com os aprendizes)
Direção musical: Adonai Assis / Vitor Alexander
Trilha original: Adonai Assis / Vitor Alexander / Coletivo Amaiemá: Andressa Firmino, Beatriz Armoa, Gabriel Nobre, Joana Coutinho, Ulisses Duo, Vinicius Duo
Prática de conjunto musical / Aprendizes: Alana Caylane / Alanis Felix / Amanda Lorrainy / Cauls A Paz / Charles Viana / Jaqueline Samaris / Nubya Cristina / Miguel “Clopin” / Vitória Kauane / Vitória Ohanna
Canções:
Eu vi Chover (Letra de Beatriz Armoa)
Oh, Cachoeira
(Letra de Lucas Belasco)
Cenografia: Jardélio Santos / Rafael Bicudo
Cenografia / Aprendizes: Amanda Silva / Beatriz Santos / Beatriz Uehara / Brunna Loiola / Bruno Isaque / Bruno Miranda / Caique Paiva / Carlos E. Pereira / Denny Lima / Diogenes A. da Silva / Fernando Lemos / Hanna Calixto / Jheniffer Lira / Josilene Rodrigues / Julia Saraiva / Lucas Vilete / Maira Nunes / Marcia F. Nascimento / Michelle Falcão / Pamelah Hikari / Paulo Mendes / Rosangela Passoni / Silvana Ortega / Sueli Castilho / Tarsis Rodrigues / Thalita de Souza / Vitória M. Figueiredo / Vitória Ohanna / Wellington Oliveira
Figurino: Luiz F. Martins / Rosana Antunes
Figurino / Aprendizes: Alana Taylane / Caique Paiva / Dalva Aparecida / Desirée Corregiari / Diógenes A. da Silva / Dulce Midori / Hanna Calixto / Iraci dos Santos / Isabelle Simei / Izabella Cristina / Juliana Viguini / Lucas Vilete / Maira Nunes / Marcia F. Nascimento / Sayuri Sakamoto / Maria C. Ortega / Mônica A. de Moura / Nereide M. Corregiari / Nilce A. Delfino / Priscilla I. Simei / Rosângela M. Passoni / Sonia Carricondo / Thiago Portela / Vitória Ohanna / Yasmin Gomes
Preparação vocal: André Sant´anna
Preparação corporal / Direção de movimento: Larissa Pretti
Preparação da palavra: Chelmi Jep
Iluminação: Laiza Menegassi
Produção: Programa Fábricas de Cultura
Assistente de Produção: Leo Monteiro
Produção: Programa Fábricas de Cultura

Elenco/ Aprendizes: Alanis Brito / Andressa Firmino / Bárbara Scalabrim / Bianca Fortin / Caique Paiva / Camille Ramos / Emanuellyn L. da Cruz / Gabriela Rodrigues / Giovanna Salomão / Guilherme Iago / Hanna Calixto / Isabella Lima / Jeanderson Pereira / João V. Gomes / Julia Saraiva / Katherine Neri / Laryssa Aparecida / Letícia Costa / Luana de Oliveira / Lucas Belasco / Lucas Vilete / Maitê Fogar / Maira Nunes / Maria E. Gomes / Pedro H. Siqueira / Raquel Lummy / Rute Alcântara / Stella Henriques / Victória Santos / Vitor S. Albino / Wilson Roberto

——————————————————————————————————————————-

Teatro Sérgio Cardoso

Rua Rui Barbosa, 153 – Bela Vista, São Paulo – SP
(11) 3288-0136
Acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida
Estações de metrô próximas: São Joaquim e Brigadeiro

Linhas de ônibus: 475M-10 Jd. da Saúde; 967A-10 Imirim/Pinheiros

Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso

Av. Dep. Emílio Carlos, 3641 – Vila dos Andrades, São Paulo – SP

(11) 3343-8999

Acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida

Estação de ônibus próxima: Terminal Vila Nova Cachoeirinha

Linhas de ônibus: 978A-10 Term. Cachoeirinha/ Metrô Barra Funda

Funcionamento das unidades das Fábricas de Cultura: de terça a sexta-feira, das 9h às 20h; de finais de semana e feriados, das 12h às 17h.

www.fabricasdecultura.org.br

SOBRE AS FÁBRICAS DE CULTURA

As Fábricas de Cultura são espaços de acesso gratuito que disponibilizam diversas atividades artísticas. Criadas com o objetivo de ampliar o conhecimento cultural por meio da interação com a comunidade, as Fábricas oferecem uma programação cultural diversificada. Nas unidades você encontrará cursos, atividades, bibliotecas e estúdios de gravação. Em 2019, as Fábricas de Cultura são patrocinadas, por meio da lei de Incentivo à Cultura, pelo instituto Center Norte (região Norte) e Fundação Via Varejo (região Norte e Sul).