Podcast Casa Preta

O Podcast Casa Preta lança os episódios #4 e #5, nos dias 25 e 31 de março, respectivamente, dando continuidade aos bate-papos com artistas e profissionais das artes e da cena baiana, na estratégia de possibilitar, à distância, diálogos e análises de assuntos que são comuns no dia-a-dia do espaço cultural. Parte da ação do projeto Enxurrada Casa Preta III, lançado desde o dia 03 de março, às conversas por áudio compõem o total de oito episódios lançados às quarta-feiras – até 21 de abril, no Spotify, Deezer, Soundcloud, entre outras plataformas de áudio.

Planejamento Estratégico e Assessoria de Imprensa para Artistas Independentes, tema escolhido para o quarto encontro, tem a apresentação de Laísa Gabriela, jornalista, gestora cultural e assessora de imprensa, integrante do Aldeia Coletivo e co-criadora do EPA Criativo, disponível a partir de  24 de março. O episódio traz reflexões e dicas para que artistas emergentes possam compreender estratégias comunicacionais para divulgar seus trabalhos. Os convidades são Francini Ramos – gestora cultural e uma das responsáveis pela Jornada da Cena Independente; Rafael Brito – jornalista e assessor de comunicação da Nsanga e multi-artista integrante do CORRE Coletivo Cênico – e ISSA – cantor, compositor e instrumentista.

Já o episódio 5, traz A experiência LGBTQIA+ no cotidiano da produção cultural em Salvador: diálogos e intersecções sobre gênero, raça e sexualidade, com apresentação de Bruno Santana, , disponivel a partir de 31 de março. Neste rico debate, estará os convidades  Jenny Muller, atriz, modelo, performer, escritora , roteirista e artivista , e Malayka SN, Drag Queen, arte educadora, artista interdisciplinar integrante dos coletivos Afrobapho – coletivo de artistas negres que pensa o bem estar da comunidade LGBTQIA+ racializada, da Casa Monxtra, plataforma criativa de perspectiva decolonial e sexodissidente, e do Drags da Prevenção.

O público ainda terá mais três encontros posteriores a esses, com os temas: Trabalho via apps, o dia na tela: posts, criações de conteúdo e edições de texto, redes sociais; Articulação: a importância de estar em canais de diálogo, grupos temáticos em redes sociais (o novo associativismo); O espaço cultural no território: experiências de relações com as comunidades do entorno; dias 07, 14 e 21 de abril, respectivamente.

O projeto é contemplado pelo Prêmio Anselmo Serrat de Linguagens Artísticas, da Fundação Gregório de Mattos, Prefeitura Municipal de Salvador, por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, com recursos oriundos da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal.

MARÇO

24 de março – PodCast 4 – Produção e Gestão Cultural: como montar um portfólio, realizar assessoria de si mesmo e/ou dividir as funções em trabalhos colaborativos

31 de março – PodCast 5 – A experiência LGBTQIA+ no cotidiano da produção cultural em Salvador: diálogos e intersecções sobre gênero, raça e sexualidade

ABRIL

07 de abril – PodCast 6 – Trabalho via apps, o dia na tela: posts, criações de conteúdo e edições de texto, redes sociais

14 de abril – PodCast 7 – Articulação: a importância de estar em canais de diálogo, grupos temáticos em redes sociais (o novo associativismo)

21 de abril – PodCast 8 – O espaço cultural no território: experiências de relações com as comunidades do entorno. Uma programação cultural de qualidade e diversificada, gratuita para o público adulto, jovem e infantil

24 de abril – Coletivo das Liliths e MC Di Cerqueira