Rede de Mulheres Negras do RJ irá capacitar ativistas com seu Centro de Formação Maria Firmina dos Reis

A Rede de Mulheres Negras do Rio de Janeiro realiza no sábado, 17/04, às 10h, sua cerimônia online de abertura do Centro de Formação de
Mulheres Negras Maria Firmina dos Reis com transmissão no canal do YouTube: HONORATA’S: Mulheres Negras por Equidade. As inscrições foram um sucesso, chegando a 410 mulheres cadastradas para participar dessa abertura.

Na programação de abertura haverá uma apresentação inicial do projeto com Rosalia Lemos e Arinilta Caetano. Em seguida, uma roda de saber sobre a importância da capacitação de mulheres negras em tempos de pandemia, com Helena Theodoro, Tainá de Paula, Rose Cipriano e Cecília Luiz. Ao fim, a quilombola Pituka Nirobe apresentar contação de história sobre Maria Firmina dos Reis.

Entre 21/04 e 31/07, o Centro de Formação irá fornecer uma gama de cursos para mulheres negras ministrados por diversas especialistas na atualização dos debates contra o racismo e o sexismo. As aulas serão divididas em três módulos: “O mundo virtual em tempos de pandemia”,,
“Movimentos sociais e feminismo negro” e “Direitos humanos: uma questão de cidadania das mulheres”. Dentre essas 410 inscrições, haverá
uma seleção para 250 mulheres que comparecerem na abertura poderão participar do curso. Os cadastros excedentes formarão uma lista de
espera para uma futura reedição do curso.

Segundo a coordenadora do projeto, Rosalia Lemos, “os estudos e as trocas de informações são fundamentais para garantir conhecimento e empoderamento para as mulheres negras e suas comunidades.” A Rede de Mulheres Negras do Rio de Janeiro foi criada em 2018 como uma articulação plural, autônoma e independente com diversas ativistas na luta por cidadania, igualdade e respeito. Durante a pandemia, a
entidade realizou diversos encontros virtuais para o fortalecimento dessas mulheres e no debate qualificado sobre temas relevantes.

MÓDULO 01

O módulo 1 “O mundo virtual em tempos de pandemia: Conhecimentos para autonomia e empoderamento na
internet” será desenvolvido em parceria com a ONG Criola. O objetivo é capacitar o uso da internet para as mulheres negras – as aulas circularão sobre história das tecnologias da informação e comunicação; o uso do celular; o cuidado com os hackers, cyberbullying e fake news; o uso das redes sociais e o controle social pela internet.

MÓDULO 02

Já o módulo “Movimentos sociais e feminismo negro” vai apronfudar as várias facetas da luta, com aulas com Helena Theodoro, Rosalia Lemos, Lucia Xavier, Jurema Batista, Edna Adelaide, Adélia Azevedo, Suzete Paiva, Zoraia Dias, Mônica Cunha, Rose Cipriano, Izaide R. Santos, Erida da Silva, Pituka Nirobe, Marluce Lopes e Eliana Custódio. Entre os temas: diáspora negra; mito da democracia racial; organizações das mulheres negras; segurança pública; favelas e periferias; quilombolas; empreendedorismo; e luta em tempos de pandemia.

MÓDULO 03

Por fim, o módulo 3 “Direitos humanos: uma questão de cidadania das mulheres” vai tratar o histórico do debate em Direitos Humanos pelo mundo e no Brasil; políticas públicas em educação; assistência social; diversidade sexual e de gênero; e saúde das mulheres negras. As aulas serão oferecidas por Pâmella Passos, Rosalia Lemos, Graziella Martins, Luciana Silva, Arinilta Caetano, Mônica Alexandre Santos, Jurema Batista, Rute Sales, Aydee Valerio, Jaqueline Gomes de Jesus, Rachel Gouveia e Erida da Silva.

Ao final desse grande percurso de instrução e conhecimento, no dia 31/07, teremos um “show virtual” com a DJ Bieta e sessão de poesias com Ana Cruz. O Centro de Formação de Mulheres Negras Maria Firmina dos Reis tem apoio do Fundo Elas – Mulheres em Movimento 2020.

Acompanhe na sredes sociais as novidades sobre o cursoe notícias da Rede de Mulheres Negras do RJ:
http://rededemulheresnegrasrj.org
[email protected]
http://bit.ly/HONORATAS
http://instagram.com/rededemulheresnegrasrj
http://facebook.com/redemulheresnegras.rj
http://twitter.com/Rede_MNegras_RJ
(21) 96885-8738