Shows estimulam cadeia produtiva da música enquanto ensinam

Drik Barbosa, Edgar, Jup do Bairro, MC Souto, Giovani Cidreira e Taxidermia (Jadsa e João Meirelles) se apresentam no Festival Nossos Palcos, dias 17 e 18 de abril

Imagina assistir shows de Drik Barbosa, Edgar, Jup do Bairro, MC Souto, Giovani Cidreira, e Taxidermia (Jadsa e João Meirelles) e ainda aprender com eles. Aliás, não só com eles, mas com um time de feras que atuaram nos maiores shows nacionais e internacionais nos últimos anos.

Essa é a proposta do Festival Nossos Palcos, realizado pela On Stage Lab, a primeira escola de formação de profissionais de entretenimento ao vivo e negócios da música da América Latina.

Com a pandemia do Covid -19, todo esse trabalho vem sendo realizado de forma online. São cerca de 100 alunos que serão reciclados e preparados para a retomada do setor com atividades práticas, aulas teóricas, laboratórios online, painéis e shows.

“No último ano, presenciamos o fechamento de inúmeras casas de shows e o movimento de transformação dos palcos. Hoje, os palcos povoam salas, casas, estúdios e a criatividade de toda uma indústria que vem se reinventando e continua se transformando em meio às adversidades”, salienta Fabiana Lian, fundadora da On Stage Lab, que já atuou como produtora artística em diversos shows internacionais como Madonna, Elton John, Iron Maiden, Beyonce, Justin Bieber, Red Hot Chili Peppers, Lady Gaga, Metallica, entre outros.

Se os alunos não podem fazer uma imersão presencial nos shows, tão importante para os profissionais que vão atuar na indústria da música, os espetáculos foram gravados e os bastidores e toda a montagem serão discutidas com os melhores profissionais do entretenimento ao vivo. Esses shows exclusivos também serão compartilhados com o público nos dias 17 e 18 de abril.

Os alunos vão aprender com a expertise de feras como Helber Oliveira (empresário do Jota Quest), Leticia Frungillo (produtora executiva de mais de 50 shows internacionais e nacionais e responsável por produções de eventos como WME, Dekmantel e Festival Disney), Ingrid Berger (há 20 anos coordena camarins no Rock in Rio em Lisboa, Madrid, Rio e Las Vegas, além de inúmeros shows internacionais); Evandro Fióti (diretor e fundador da Lab Fantasma); Marcelo Beraldo (gerente de conteúdo da T4F e responsável pela realização do Lollapalooza), Marco Tobal Jr (sócio diretor da SP Eventos e Áudio Clube), entre outros.

Shows exclusivos acontecem dias 17 e 18 de abril – aberto ao público

Edgar, revelação do rap nacional, se apresenta dia 17. Foto: Luiz Garrido – Arte: Miolo Frito.

O Festival Nossos Palcos vai fechar com um grande presente para o público, que poderá conferir shows exclusivos no Canal do Youtube da On Stage Lab, nos dias 17 e 18 de abril, a partir das 17h. Mas é bom aproveitar, pois os vídeos só ficarão disponíveis por uma semana. Além dos shows, os artistas vão dividir com o público em geral todo o processo de bastidores e montagem do evento. Anote na agenda:

No dia 17 de abril, se apresenta o rapper Edgar, revelação do rap nacional. Seu álbum de estreia Ultrassom (2018), produzido por Pupillo (ex Nação Zumbi) figurou nas listas de melhores da Rolling Stone Brasil e da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), Bravo e Noize, entre outros. O rapper paulista também se destacou em duas marcantes participações em discos de Elza Soares e BaianaSystem.

O público também poderá curtir o projeto Taxidermia composto pelos artistas baianos Jadsa e João Meirelles (BaianaSystem) e que lançaram em 2020 o EP “TAXIDERMIA vol 1” . Além de não se prender a um tempo, a dupla não se enquadra em gêneros musicais pré-definidos e brinca que o estilo do EP é “pop curioso”.

E ainda no dia 17, o Festival Nossos Palcos recebe o cantor, compositor e arranjador baiano Giovani Cidreira com seu elogiado álbum, Japanese Food. No show, o artista apresenta em solo as faixas do álbum de maneira singela e potente, garantida pelo protagonismo do seu canto marcante e violão agressivo.

No dia 18, quem invade o Festival Nossos Palcos é a cantora e compositora paulistana Jup do Bairro, que recebeu pelo seu primeiro EP, Corpo Sem Juízo, em 2020, o prêmio de Revelação do Ano pelo Prêmio Multishow e APCA, além de duas indicações no WME. Paralela à carreira musical, Jup também teve sua versatilidade artística explorada pelo Canal Brasil (Globosat), que produziu duas temporadas do talk-show TransMissão, apresentado por ela em parceria com Linn da Quebrada.

Outro show que deve empolgar a galera é o da rapper Drik Barbosa, nascida em São Paulo, Drik compõe desde os 14 anos de idade. Seu primeiro disco homônimo, lançado em 2019, com apoio da Natura Musical, reforça o coro feminino do rap nacional. A rapper canta sobre as suas lembranças e as vivências de uma mulher negra no Brasil. O álbum foi lançado pelo Laboratório Fantasma – selo e produtora encabeçada pelos irmãos Emicida e Fióti.

E o Festival não poderia ser completo sem a presença da Souto MC, considerada uma das grandes promessas do rap nacional. Em 2018, ganhou o troféu de melhor MC no 4º Prêmio Sabotage e foi uma das 50 selecionadas no edital Natura Musical para fazer seu primeiro álbum intitulado “Ritual”. Sua mensagem aborda o feminismo, a cultura latino americana e o resgate de sua ancestralidade indígena. Souto MC gravou com Emicida a música Selvagem, tema do desfile da C&A em parceria com a LAB Fantasma.

A responsável pela escolha desses artistas incríveis, foi a cantora Luiza Lian, curadora do Festival Nossos Palcos. “Quis trazer para o line-up do festival alguns dos artistas que eu considero vanguarda da cena musical e que estabelecem uma ponte entre a música pop, o hip hop e a MPB contemporânea”, explica Lian.

Mas é bom aproveitar, pois os vídeos só ficarão disponíveis por uma semana. Além dos shows, os artistas vão dividir com o público em geral todo o processo de bastidores e montagem do evento.

Curiosidades dos bastidores:

Seguindo o nome do Festival, todos os shows seriam gravados em dois importantes palcos de São Paulo. No entanto, realizar a gravação dos shows no momento mais difícil da pandemia, onde São Paulo se encontra na fase emergencial, foi um desafio e, em meio às adversidades, os palcos foram se transformando e ganhando novos formatos, pois o show não pode parar. Os artistas baianos Giovani Cidreira e Taxidermia (Jadsa e João Meirelles) que viriam para São Paulo para gravar seus shows precisaram mudar a estratégia e gravar em um estúdio em sua terra Natal. A rapper Drik Barbosa optou por realizar seu show no estúdio de seu empresário, Evandro Fióti, da Lab Fantasma. Para dar unidade visual ao evento, a On Stage Lab enviou para os músicos um kit de cases adesivados do Festival Nossos Palcos para compor o cenário e fez a supervisão de equipe de áudio e vídeo. Os demais músicos optaram por gravar no Cine Joia. Todo o Festival vem sendo feito dentro dos protocolos de segurança vigentes, com as equipes reduzidas e testadas para Covid-19.

O Festival Nossos Palcos conta com apoio do ProAC Expresso LAB Nº 40/2020, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo com recursos oriundos da Lei Aldir Blanc.

Serviço:

Festival Nossos Palcos

Shows:

17/4 (sábado, às 17h) – Taxidermia : @taxidermiamusica

17/4 (sábado, às 18h15) – Giovani Cidreira: @giovanicidreira

17/4 (sábado, às 19h30) – Edgard: @novissimoedgar

18/4 (domingo, às 17h) – Jup do Bairro: @jupdobairro

18/4 (domingo, às 18h15) – Souto MC: @soutomc

18/4 (domingo, às 19h30) – Drik Barbosa : @drikbarbosa

Local: Canal do YouTube da On Stage Lab :

Youtube.com/onstagelab

Instagram: @onstagelab

https://www.onstagelab.com.br/