FORMIGA

FORMIGA

FORMIGA

Sou negra, lésbika, periférika du lado sul do mapa, poeta, afro punk, feminista, kurto rap nacional até umas hora, aprendiz de kapoeira do grupo Espírito de Zumbi( Iê viva meus mestre). Aprendiz de perkussão há dois karnavais do bloko Afro É di Santo( salve mestrão) Faço o fanzine de poesias Aversão Poétika desde 2012 Publikei uma poesia na koletânia de mulheres no hip hop Perifeminas 2013 Lancei o livreto de poesias EU-LÉSBIKA em 2014 Sou integrante do sarau Eparrei e eskrevo no blog aversão poétika