#BNcast 06 Mônica Oliveira

O sexto episódio do #BNCast tem o prazer e a honra de ouvir Mônica Oliveira. Comunicadora, formada em Relações Públicas e Jornalismo, Militante da Rede de Mulheres Negras de Pernambuco, Integrante da ANEPE, Mônica compõe hoje a Mandata Coletiva Juntas de Pernambuco.

Este programa, assim como os anteriores, é uma realização de Blogueiras Negras, Rádio Aconchego e Coletivo Cabelaço.Apoio – Fundação Heinrich Böll.

Obrigada Mônica Oliveira! 

Ouví-la falar nesse sexto episódio do #BNCast nos faz arrepiar e sentir que os seus passos construíram e constroem nossa caminhada hoje.

Conhecer sua trajetória desde o Alafin Oyó até a Rede de Mulheres Negras de Pernambuco é a prova da versatilidade, da competência e da inteligência que herdamos do seu legado. As suas experiências de enfretamento ao machismo desde a diretoria do Afoxé ao lado da Professora Martha Rosa, passando pelo MNU (Movimento Negro Unificado) até sua atuação impecável ao lado de Luzia Bairros na Seppir (2011-2015) nos servem de memória, exemplo vivo e lugares para onde olhar quando nos percebermos perdidas.

Saber da sua construção na Imprensa Negra nas décadas de 80 e 90 através dos jornais NegrAção – a publicação do Alafin Oyó, Negritude Consciente – jornal do MNU de Pernambuco e também o Boletim Ominira –  do grupo de trabalho de mulheres dentro do Movimento Negro Unificado – nos preenche de orgulho e nos acalenta saber que você e outras mulheres negras contribuíram para o que a comunicação se tornou hoje entre nós: ferramenta de articulação,mobilização e valorização da identidade negra, como você bem descreve.

“Escrever e poder divulgar o pensamento negro através de jornal coloca nossa luta em outro patamar”.

Obrigada mais uma vez, por estar tão perto e nos permitir aprender nesse movimento intergeracional contínuo e bonito! 

You May Also Like