“Querem nos trancar novamente na senzala”, entrevista com Creuza Oliveira

Por Charô Nunes e Maria Rita Casagrande

Creuza Maria Oliveira é a presidente da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (FENATRAD) e foi a responsável pela idealização e aprovação da PEC das domésticas, projeto de emenda constitucional que formaliza o trabalho das empregadas domésticas no país. A emenda estende à categoria direitos trabalhistas que os demais trabalhadores já têm, como jornada de trabalho fixa, registro em CTPS, 13º salário, férias remuneradas e licença maternidade, entre outros.

Maria Rita Casagrande e Creuza Oliveira

Charô e Creuza

A PEC é histórica porque a maior parte dos trabalhadores domésticos no país é composta por mulheres negras. Formalizar o trabalho dessas mulheres é garantir condições dignas de trabalho e erradicar a exploração da mão de obra negra, inserindo um grande contingente de mulheres chefes de família na formalidade e garantindo direitos e segurança a elas e seus dependentes. A informalidade do trabalho doméstico é um resquício escravocrata que está, a duras penas, sendo transformado pelo trabalho árduo de pessoas como Creuza.

You May Also Like
Leia mais

Transgredir

O que nos distingui é que hoje vi pessoas que vivem “a dor e a delicia de ser quem são” com a maturidade de quem se aceita e assim aceita suas limitação e não se permite paralisar por elas e mais alimenta com o adubo do Amor as muitas possibilidades que suas potencialidades fazem brotar, enquanto eu to caminhando para isso, na luta árdua do dia a dia em me desconstruir dos meus pré – conceitos.